Siga a AEPET
logotipo_aepet

Morre o jornalista Paulo Henrique Amorim

O jornalista Paulo Henrique Amorim morreu na manhã desta quarta-feira (10),

Publicado em 10/07/2019
Compartilhe:

aos 77 anos, em sua residência no Rio de Janeiro. Segundo informações da família, o mentor do blog Conversa Afiada sofreu um infarto fulminante. Ele deixa esposa e filha.

Com o texto abaixo, de autoria de Rubem González, a AEPET presta sua homenagem ao jornalista Paulo Henrique Amorim, que muito contribuiu na divulgação do pensamento da AEPET.


AO GUERREIRO QUE MORRE EM GLÓRIA.

A mulher se achega ao rebelde, ao contestador, chega para ele e implora:

- Basta você retirar o que falou que eles vão te poupar, basta você parar com essas suas atitudes que eles te livrarão e te deixarão vivo.

Ele sorri e emenda:

- Mas eles irão me matar e virar eternos? Irão continuar vivos para sempre? Estamos todos condenados, eu apenas vou na frente pois todos eles me seguirão, o verdadeiro julgamento quem faz é a história e não esses tolos que aí estão.

E assim Paulo Henrique Amorim apenas foi na frente, de abre alas para todos os seus medíocres algozes, almas pequenas que a troco de algo tão vil e miserável como o dinheiro e o poder fugaz com a ilusão do poder irão logo atrás.

A diferença básica não é a vida que levamos, é a vida que deixamos, é a capacidade de deixarmos marcada de alguma forma essa passagem obrigatória para todos. Neste plano em que nos encontramos cada um deixa gravado o que tem de melhor.

PHA deixou a sua eterna capacidade de se indignar ao arbítrio, ao mal feito, sempre ao lado das causas populares, mesmo podendo ter se rendido e faturado ainda bem mais nas hostes da casa grande, ao lado dos ricos de posses mas miseráveis de alma.

Mas ele mesmo cercado de sucesso preferiu ser gauche na vida, e é essa a marca indelével que ele deixa por aqui, o melhor dele está gravado para a história como por exemplo o desmascaramento da fraude da proconsult que tentava solapar a eleição de Brizola em 1982.

Hoje ambos se juntam no firmamento para os crédulos ou então no panteão da nossa frágil história tupiniquim para os incrédulos, mas tanto num lugar como no outro não há dúvida alguma, hoje morreu um dos bons, num mundo cada vez mais dominado pelos maus.

Descanse em paz guerreiro.

Rubem González

Receba os destaques do dia por e-mail

Cadastre-se no AEPET Direto para receber os principais conteúdos publicados em nosso site.
Ao clicar em “Cadastrar” você aceita receber nossos e-mails e concorda com a nossa política de privacidade.
Jornalismo AEPET
Compartilhe:
guest
0 Comentários
Feedbacks Inline
Ver todos os comentários

Gostou do conteúdo?

Clique aqui para receber matérias e artigos da AEPET em primeira mão pelo Telegram.

Continue Lendo

Receba os destaques do dia por e-mail

Cadastre-se no AEPET Direto para receber os principais conteúdos publicados em nosso site.

Ao clicar em “Cadastrar” você aceita receber nossos e-mails e concorda com a nossa política de privacidade.

0
Gostaríamos de saber a sua opinião... Comente!x