Imprimir esta pg
0
0
0
s2sdefault

EUA vão abrir águas para exploração de petróleo

11 Janeiro Lido 3052 vezes

A última licitação de uma área offshore na costa leste data de 1983 e, na costa oeste, de 1984

O governo do presidente Donald Trump está derrubando um princípio de longa data da política energética dos EUA ao propor a abertura de 90% das águas federais para exploração de petróleo e gás. O plano anunciado ontem pelo secretário do Interior, Ryan Zinke, inclui áreas como a Flórida e a Califórnia, e reverte mais uma política do presidente Barack Obama, que mantinha só 6% dessas áreas disponíveis à exploração.

Como outras ações do governo Trump, a medida provavelmente provocará uma batalha prolongada entre companhias de petróleo, ambientalistas e políticos.

"Vamos nos tornar a mais forte superpotência de energia", declarou Zinke ao anunciar o plano para iniciar as licitações das áreas a partir de 2019. "Certamente temos ativos para fazer isso."

O setor de petróleo celebrou o anúncio, mas desencadeou uma rápida reação contrária, não só de ambientalistas, mas também de republicanos que são aliados do presidente Trump.

O governador da Flórida, o republicano Rick Scott, por exemplo, disse que se opõe à exploração de petróleo em seu Estado e pediu uma audiência com Zinke para expor suas preocupações sobre a proteção de recursos naturais. Scott tem o apoio de ambientalistas e do setor de turismo.

"É absolutamente radical", disse Diane Hoskins, diretora da Oceana. "Expandir a exploração offshore ameaça os meios de subsistência e as economias das regiões costeiras que dependem de um oceano saudável."

A abertura de quase todas as águas federais marca uma guinada, não apenas com relação as políticas de Obama, mas em relação a todos os governos desde Ronald Reagan. A última licitação de uma área offshore na costa leste data de 1983 e, na costa oeste, de 1984.

FONTE: Portos e Navios

Avalie este item
(0 votes)
0
0
0
s2sdefault
Veja algumas métricas do portal.
Subscribe to this RSS feed