Imprimir esta pg
0
0
0
s2sdefault

Governo vai desintegrar empresas estratégicas

13 Fevereiro Lido 4007 vezes

Mattar: BB, Caixa e Petrobrás ficarão 'magrinhos'

Secretário de Desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar, diz que vai privatizar subsidiárias, acabando com a necessária integração em setores estratégicos e de altíssimo investimento. Intenção do governo é arrecadar US$ 20 bilhões ainda este ano com venda de estatais. A quantia não paga sequer os juros anuais da dívida pública. 

"As subsidiárias de Caixa, Banco do Brasil e Petrobras serão as primeiras, mas essas empresas, pelos seus tamanhos, serão preservadas. Mas terão seu papel redesenhados. Não vão competir com o mercado. Serão mais direcionadas às políticas de governo", destacou.

Para Mattar, o Estado não precisa de empresas estratégicas. "O governo deve focar em saúde, defesa, educação. Por isso temos um programa de privatização muito forte. A Petrobras tem 36 subsidiárias, mas o Judiciário está retendo a possibilidade dessas privatizações", destacou, ao participar do Seminário de Abertura do Ano de 2019, realizado nesta quarta-feira (13/2) pela revista Voto, com apoio do Financial Times. 

O secretário admite que o eleitor "nem sabe o que é liberalismo", mas quer mudança. "Então o governo tem obrigação de fazer uma disrupção”, assinalou. As empresas diretamente ligadas ao Ministério da Economia, como Serpro, Dataprev, Casa da Moeda e Instituto de Resseguros do Brasil (IRB) serão privatizadas, assegurou.

Com informações do Correio Braziliense

Última modificação em Quarta, 13 Fevereiro 2019 18:19
Avalie este item
(7 votes)
0
0
0
s2sdefault
Veja algumas métricas do portal.
Subscribe to this RSS feed