Imprimir esta pg
0
0
0
s2sdefault

Lava Jato ceifou R$ 172 bilhões da economia

Publicado em 03/05/2022 Lido 1032 vezes

Efeitos levaram à perda de 4,4 milhões de empregos.


A Operação Lava Jato foi responsável pela perda de 4,4 milhões de empregos no país, principalmente nos setores de petróleo e gás e construção civil. O levantamento foi feito pelo Dieese, Subseção FUP, e apresentado no 1º de Maio.

A pesquisa revela que o corte de vagas gerado pela operação resultou na perda de R$ 172,2 bilhões de investimentos para o país. Por conta disso, o Produto Interno Bruto (PIB) deixou de crescer 3,6% entre 2014 e 2017; a economia perdeu R$ 85,8 bilhões somente em massa salarial; e o Estado deixou de arrecadar R$ 47,4 bilhões em impostos.

Deyvid Bacelar, coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), destaca que a Operação Lava Jato foi política, como mostraram as conversas vazadas e amplamente divulgadas pela mídia. “A Lava Jato destruiu empresas que empregavam milhares de trabalhadores, em vez de punir as pessoas que cometeram alguma irregularidade. Jogou fora a água, a criança e a bacia! Ao destruir empresas brasileiras, a operação afetou as economias local, regional e nacional. São mais de 4 milhões de trabalhadores e trabalhadoras desempregados por causa dessa operação que já foi desmascarada em todo o mundo como uma jogada totalmente política e não apenas contra a corrupção”, diz Bacelar.

O estudo do Dieese foi feito com base na Matriz Insumo Produto (MIP). Ao bloquear atividades de fornecedores e suspender obras públicas, o documento mostra que a Lava Jato abalou a estrutura de vários setores no país. O desemprego em massa atinge fortemente o varejo, por exemplo. O impacto da redução dos investimentos dos setores de petróleo e gás e da construção civil sobre os demais setores funciona como um efeito cascata na economia local.

Fonte: Monitor Mercantil

Avalie este item
(12 votes)
Veja algumas métricas do portal.