Imprimir esta pg
0
0
0
s2sdefault

Por R$ 514 milhões à vista Petrobras toda sua participação da Deten Química

Publicado em 13/07/2022

Empresa fabrica e vende as principais matérias-primas para o segmento de limpeza doméstica e comercial no Brasil

A Petrobras, em continuidade ao comunicado divulgado em 28/04/2022, informa que finalizou ontem (05/07) a venda da totalidade de sua participação (27,88%) na Deten Química, localizada no polo industrial de Camaçari, no estado da Bahia, para a empresa Cepsa Química, que já possui participação indireta na Deten, de 69,94%.

Após o cumprimento de todas as condições precedentes, a operação foi concluída com o pagamento de R$ 514 milhões à vista para a Petrobras, valor que reflete o preço de compra de R$ 585 milhões, ajustado em função de correção monetária, dividendos recebidos e abatimento do valor do depósito pago à Petrobras, na data de assinatura do contrato de compra e venda de ações.

"Essa operação está alinhada à otimização do portfólio e à melhora de alocação do capital da companhia, visando a geração de valor para os seus acionistas", disse a Petrobras no comunicado.

Deten é a única produtora nacional do Linear Alquilbenzeno (LAB)

A Deten fabrica e vende as principais matérias-primas para o segmento de limpeza doméstica e comercial no Brasil, sendo a única produtora nacional do Linear Alquilbenzeno (LAB), precursor do Ácido Linear Alquilbenzeno Sulfonato (LABSA), do qual também é fabricante.

Sua capacidade anual de produção é de 230.000 toneladas de LAB e de 120.000 toneladas de LABSA. Adicionalmente, a empresa produz 10.000 toneladas/ano Alquilado Pesado (ALP) que se destina, principalmente, à produção de fluido térmico, graxas, aditivos lubrificantes e óleos têxteis.

Fonte: Petróleo e Gás

Avalie este item
(3 votes)