Siga a AEPET
logotipo_aepet

Austeridade conspira contra nova política industrial do governo

Nos anos 1980, nossa produção industrial era superior à da China. Hoje a indústria participa apenas com 11% no PIB.

Publicado em 01/03/2024
Compartilhe:

Inserida em contexto macroeconômico contrário ao desenvolvimento, com juros altos, tarifa de energia entre as mais caras do mundo e restrições ao investimento público, a política industrial do governo, batizada de Nova Indústria Brasil e lançada no início do ano estaria manietada em sua proposta de reindustrializar o país. Esta é a visão do presidente do Instituto Brasilidade, Darc Costa, que foi vice-presidente do BNDES na gestão de Carlos Lessa.

Na entrevista que concedeu ao programa Tecendo o Amanhã, Darc Costa lembrou que o processo de desindustrialização precoce e acelerado do Brasil tem origem no mau acordo para a dívida, feito ainda na década de 1980 e que até hoje mantém o país submetido ao garrote do setor financeiro.

“Nos anos 1980, nossa produção industrial era superior à da China. Hoje a indústria participa apenas com 11% no PIB”, criticou.

Outro fato marcante,  na visão de Darc, para a  desindustrialização foi o tripé macroeconômico estabelecido no governo de Fernando Henrique Cardoso, que alterou também a definição de indústria nacional em favor do capital estrangeiro.

“O tripé macroeconômico é baseado em câmbio flutuante, metas de inflação (garantida pela taxa de juros) e superávit fiscal (Estado não pode alavancar a economia). Esse tripé conspira contra a indústria.”

Para o presidente do Instituto Brasilidade, os R$ 300 bilhões previstos no plano do governo para os próximos três anos deveriam praticamente dobrar para atingirem suas metas. Além disso, a política industrial do governo deveria priorizar o mercado interno e adotar mecanismos de proteção à indústria.

Compartilhe:

Receba os destaques do dia por e-mail

Cadastre-se no AEPET Direto para receber os principais conteúdos publicados em nosso site.
Ao clicar em “Cadastrar” você aceita receber nossos e-mails e concorda com a nossa política de privacidade.

Continue Assistindo

Empresários sul-americanos afirmam que símbolo BR aumenta vendas em 25%

18/04/2024

Escravidão e colonialismo ainda não foram superados, afirma Lincoln Penna

11/04/2024

Receba os destaques do dia por e-mail

Cadastre-se no AEPET Direto para receber os principais conteúdos publicados em nosso site.

Ao clicar em “Cadastrar” você aceita receber nossos e-mails e concorda com a nossa política de privacidade.