Siga a AEPET
logotipo_aepet

Direção da Petrobrás versus Petrobrás

“O Estado de S. Paulo”, no domingo 21/08/2022, divulga que a Diretoria Executiva da Petrobrás aprovou a captação,

Publicado em 25/08/2022
Compartilhe:

coordenada pelo Bradesco, de R$ 3 bilhões em Notas Comerciais. Esta modalidade de crédito teve nova regulamentação, muito elogiada pelo mercado financeiro, com a publicação da Lei 14.195, em 27/08/2021, que dispensou a necessidade das Notas serem físicas. Para a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima), esta mudança “proporcionará redução de tempo, custo e riscos às operações”. Ou seja, boa para as finanças, não necessariamente para os devedores.

O custo destas Notas Comerciais será do CDI mais 1,65%, para aquelas com vencimento em 2030, e 1,90%, para as de 2032. O Certificado de Depósito Bancário (CDI) é aplicação com prazo de um dia útil, com objetivo de melhorar a liquidez da instituição financeira. É simultaneamente uma taxa e um índice, com variação diária, outrora denominada “overnight”, com valor divulgado pelo Cetip (B3, ex- BM&FBOVESPA).

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações, Ebitda ajustado, da Petrobrás foi de R$ 98,2 bilhões, no 2T22. A Dívida Líquida/EBIDTA ajustado, para o mesmo período foi 0,60, todos dados informados pela Companhia.

Em setembro de 2016, o Conselho de Administração da Petrobrás aprovou a venda da Nova Transportadora do Sudeste (NTS) pelo valor total de US$ 5,19 bilhões, em pagamentos parcelados e assunção de dívidas, com um contrato de uso dos dutos, na modalidade denominada ship-or-pay, que faz a Petrobrás pagar mesmo sem uso integral, por 20 anos. Ao câmbio da época, esta venda correspondeu a R$ 16.867,5 milhões, pouco menos de R$ 17 bilhões.

A Associação dos Engenheiros da Petrobrás (AEPET) divulgou sua total condenação desta alienação do patrimônio afirmando que “este tipo de “venda” pode ser equiparada ao crime de receptação. Um bem público foi subtraído do patrimônio público de forma ilegal, sem licitação e violando a própria lei de privatizações, e vai gerar prejuízo para a Petrobrás” (AEPET, “Nova Transportadora do Sudeste (NTS): Privatização Lesiva e Reestatização”, outubro de 2020).

Também a AEPET demonstrou que o Fluxo Financeiro da Privatização da NTS, geraria, até 2021, o saldo negativo de R$ 3.590 milhões, e, em 2030, de R$ 30.790 milhões (Tabela 1 da publicação referida).

Muito melhor faria a Direção da Petrobrás em vez de trocar seis por meia dúzia, isso na melhor das hipóteses, pois esta operação agora aprovada mais parece transferência antecipada de recursos para os rentistas, que sugam os bons resultados operacionais da Petrobrás, às vésperas das eleições, se aprovasse a recompra, pelo valor da venda, da NTS. Sem abrir mão de eventual ação contra os envolvidos naquela lesiva operação.

Tudo o que vem ocorrendo nas alienações e em pagamentos de encargos financeiros extraordinários pela Petrobrás, parte da fraude da “Petrobrás quebrada”, a mãe de todas as mentiras, divulgada pelos empregados do Sistema Globo, Miriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg, que jamais apresentaram um único número demonstrando esta falsidade e têm tanta certeza da farsa que fugiram, amparados em decisão de um juiz, ao comparecimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

ENERGIZANDO

* De “O Estado de S. Paulo” (21/agosto/2022): “Karoon tem novo VP de operações, ex-diretor de produção da Petrobrás”, com foto de Rudimar Lorenzatto.  Em 24/março/2021, a revista Veja (Radar Econômico) noticiava que: “a diretora financeira e de relacionamento com investidores, Andrea Almeida, o diretor de comercialização e logística, André Chiarini, o diretor de exploração e produção, Carlos Alberto Pereira de Oliveira, e o diretor de desenvolvimento da produção, Rudimar Lorenzatto, comunicaram ao Conselho de Administração que não querem ter seus mandatos renovados e vão sair junto com o ainda presidente Roberto Castello Branco”. A Karoon Energy Brasil é empresa de exploração e produção de petróleo e gás, com sede em Melbourne, na Austrália, e escritório no Rio de Janeiro, e passou, a partir de julho/2021, a ser empresa de exploração e produção de petróleo com a aquisição do campo de Baúna, na Bacia de Santos (informação da empresa).

**Aumento dos preços do gás natural pode forçar os EUA a reduzir as exportações para a Europa

https://oilprice.com/Energy/Gas-Prices/Climbing-Natural-Gas-Prices-Could-Force-US-To-Slash-Exports-To-Europe.html

***Venezuela interrompe embarques de petróleo para a Europa e exige novas concessões

A Venezuela reiniciou os embarques para a Europa após 2 anos de sanções dos EUA sob um acordo que lhes permite negociar petróleo para alívio da dívida. No entanto, o governo do país suspendeu esses embarques, dizendo que não está mais interessado em acordos de petróleo por dívida e, em vez disso, quer combustíveis refinados de produtores italianos e espanhóis em troca de petróleo.

https://oilprice.com/Energy/Crude-Oil/Venezuela-Halts-Oil-Shipments-To-Europe-Demands-New-Concessions.html

 

Receba os destaques do dia por e-mail

Cadastre-se para receber os principais conteúdos publicados pelo Jornalismo da AEPET.

Ao clicar em ”Quero receber” você aceita receber nossos e-mails e concorda com a nossa política de privacidade.
Jornalismo AEPET
Compartilhe:
guest
0 Comentários
Feedbacks Inline
Ver todos os comentários

Gostou do conteúdo?

Clique aqui para receber matérias e artigos da AEPET em primeira mão pelo Telegram.

Continue Lendo

Receba os destaques do dia por e-mail

Cadastre-se para receber os principais conteúdos publicados pelo Jornalismo da AEPET.

Ao clicar em ”Quero receber” você aceita receber nossos e-mails e concorda com a nossa política de privacidade.

0
Gostaríamos de saber a sua opinião... Comente!x