Siga a AEPET
logotipo_aepet

Petrobrás entra na disputa por mega campo descoberto na Namíbia

Portuguesa Galp quer se desfazer de 40% do campo de Mopane

Publicado em 02/07/2024
Compartilhe:

Mais de 12 petroleiras, incluindo Petrobrás, Exxon e Shell, manifestaram interesse em comprar uma participação de 40% na principal descoberta de petróleo offshore da Galp Energia na Namíbia, disseram fontes próximas ao processo de venda.

A descoberta de Mopane pela Galp, que se estima conter pelo menos 10 bilhões de barris de petróleo e gás equivalente, poderá ser avaliada em mais de 10 bilhões de dólares, segundo algumas estimativas.

Receba os destaques do dia por e-mail

Cadastre-se no AEPET Direto para receber os principais conteúdos publicados em nosso site.
Ao clicar em “Cadastrar” você aceita receber nossos e-mails e concorda com a nossa política de privacidade.

A Galp lançou em abril o processo de venda de metade da sua participação de 80% na Licença de Exploração de Petróleo 83 (PEL 83), bem como do direito de se tornar a operadora.

Mais de uma dúzia de empresas, incluindo Petrobrás,Exxon Mobil, Chevron, Shell, TotalEnergies, Woodside Energy e a produtora norte-americana Apache Energy assinaram acordos para acessar dados geológicos do campo, disseram quatro fontes.

Várias empresas também fizeram ofertas indicativas e não vinculantes pela participação no final do mês passado, disseram.

As identidades dos concorrentes e suas ofertas não foram reveladas. Esperava-se que a maioria das empresas oferecesse um pagamento adiantado em dinheiro à Galp e cobrisse a participação da empresa listada em Lisboa no desenvolvimento do campo, disseram as fontes.

Uma decisão sobre o desenvolvimento do campo depende de mais trabalhos de exploração e avaliação, acrescentaram.

A Petrobrás não quis comentar o processo de licitação, mas disse que estava “avaliando oportunidades para expandir as reservas de petróleo, inclusive no offshore da África”.

A empresa nacional de petróleo e gás da Namíbia, Namcor, que administra o centro de dados petrolíferos em nome do governo, não quis comentar.

A Namíbia, que não tem produção de petróleo e gás, atraiu enorme interesse de empresas internacionais de energia nos últimos anos, após uma série de descobertas da TotalEnergies, Shell e Galp.

Fonte(s) / Referência(s):

Jornalismo AEPET
Compartilhe:
guest
4 Comentários
Mais votado
Mais recente Mais antigo
Feedbacks Inline
Ver todos os comentários

Gostou do conteúdo?

Clique aqui para receber matérias e artigos da AEPET em primeira mão pelo Telegram.

Continue Lendo

Receba os destaques do dia por e-mail

Cadastre-se no AEPET Direto para receber os principais conteúdos publicados em nosso site.

Ao clicar em “Cadastrar” você aceita receber nossos e-mails e concorda com a nossa política de privacidade.

4
0
Gostaríamos de saber a sua opinião... Comente!x